SIN KILLER webzine – Reviews: 01/03/11 - 01/04/11

quinta-feira, março 24, 2011

Antestor - The Forsaken | Silent Music Records

Honestamente, black metal nunca foi um estilo que esteve dentro do meu coração. Eu não o via como apenas um estilo musical. A conexão com o satanismo é muito forte, entre outras coisas from hell, por isso nunca estive por perto, quando o assunto era black metal. Eu não compreendia a idéia de algumas bandas cristãs, e também não me importava muito com aquelas que se rotulavam de black metal cristão. Em alguns casos eu poderia achar alguma coisa interessante, mas o certo é que a maioria das vezes, inconseqüentemente, as condenava, e pensava , que a cena não precisava ir tão longe quanto a estilo musical. Tempos mais tarde...Aos poucos fui me envolvendo sem muita pretensão, e lentamente observando, e foi quando me peguei apaixonado pela a banda Vaakevandring, e já não estava mais com toda aquela resistência, obviamente sem sentido. É o que penso hoje. Então, com muita frequência, fui adquirido materiais dessa linha ‘unblack’. Primeiramente, voltei um pouco no passado e fui ouvir com mais atenção, o Horde, o projeto musical de mais impacto, em termos de extreme metal.Esse novo álbum do Antestor é o melhor material que eu já ouvi em termos, diretamente extremo. No caminho, na bagagem, trouxeram algumas polêmicas, pelo o uso de corpse –paint com visual fortemente carregado, pronto para atrair inclusive os satanista. A fé dos deles, não estava escondida em suas imagens, mesmo assim, os cristãos não foram muito tolerantes com eles, e tiveram que enfrentar as duras críticas com postura em respostas bem radical também. Se por um lado, alguns não conseguia ver o Antestor como um grupo sério, eles nunca se importaram com essa opinião, e tudo fazia parte ‘kit’, então quem estava a favor ou odiasse, não se tornaria problema algum. The Forsaken, é um álbum que não é maior, ou melhor, que qualquer outro álbum de ‘um black, porém é difícil achar um que esteja superior a esse. A capa foi feita pelo o mesmo artista que fez do Dissection. E as ‘arts’ de ambos, tem uma leve semelhança. O que remete a pensar que pode ter sido de propósito ou coincidência. Outro detalhe, top dos fóruns, era o baterista Hellhammer (Mayhem). Isso praticamente fechou a seção de ‘controvérsia’. A raiva dos crentes estava declarada. Por outro lado, os apreciadores do estilo, vão devorar em segundos. Os elementos usuais e a técnica dos músicos, sob o comando de um frontman com seu ‘groms’ altamente qualificado, espanta qualquer sombra de dúvida, quanto a seriedade sonora praticada aqui. Icialmente anunciado pelo o Horde, o Antestor é mais um a provar que cristão sabe ser extremo com sua música.
They has expanded their sound. Check it out. Fans of unblack will love this album.

10 [10]
By Norman Lima

quarta-feira, março 23, 2011

Comeback Kid em São Paulo/SP (BRA) 13 de março /2011

Fotos: Erica Miranda
One True Reason, Comeback Kid e Sick of it all
13 de Março 2011
Carioca Club, São Paulo/SP (BRA)
...Logo em seguida veio o Comeback Kid. Eles sabiam que não era a mais aguardada da noite, que o público estava bem dividido, mas muitos dos que já lotavam a pista vieram especialmente para vê-los. E não decepcionaram. Logo na intro mostraram que viriam para fazer mais um show memorável. A música? “A little help from my friends” de Joe Cocker, também conhecida como o tema de abertura do seriado “Anos incríveis”.
Mantendo o mesmo set do show de Curitiba, que aconteceu na noite anterior, o CBK priorizou os hits e com isso ganhou o público que cantava todas. Promovendo seu mais recente disco “Symptoms + Cures”, lançado ano passado, abriram os trabalhos com “Do yourself a favor”, seguida por “False idols fall” e “Broadcasting”.
O simpático vocalista Andrew Neufeld falou o tempo todo com o público, agradecendo a presença de todos que os viam pela primeira vez e de outros que estiveram presentes nos shows de 2008. A polêmica grade que divide o público do palco também foi o assunto. Ele disse que entende que é por uma questão de segurança, mas deixou claro que não concorda com esse procedimento nem com o distanciamento do público. Por isso, cantou várias com a galera colada na grade, fazendo a alegria tem que se esforçava para não ficar esmagado e de quem pode chegar mais perto do ídolo. Do novo disco tocaram “Because of all”. “Die tonight”, “Partners in crime” e “Step ahead” enlouqueceu a galera e Neufeld a cada reação e feliz com grande circle pit, já nem tão kid assim parecia ter fôlego de um garoto de 17 anos e talvez não fosse o tempo cronometrado para o evento, faria uma maratona CBK fácil. Mesmo assim não deixou a desejar. Um dos pontos altos foi a execução do master hit “Wake the dead” cantado em uníssono e com uma intro linda seguida por “Lorelei” que encerrou o show.
E daí por diante era só expectativa. Pista tomada, mas não tão absurdamente cheia como se imaginava que fosse... Para ler a resenha completa, click aqui

By  Andréa Ariani

Fonte:. texto e foto [HORNSUP]

[albums to remember] Lovewar - Soak Your Brain (1993)

O Lovewar ficou conhecido por muitos cristãos no Brasil pela sua bela apresentação no S.O.S da Vida em 1994. Esse trio americano liderado pelo vocalista e guitarrista Tim Bushong fizeram um show memorável.
O som desse álbum em sua maioria é alternativo, fazendo um mix de hard rock dos anos 90 com muito groove e forte pitada de grunge também!!!
Tim Bushong substituiu David Bach no Guardian na edição anterior do S.O.S da Vida, a esposa de David estava para dar a luz e ele convidou Tim para assumir as 4 cordas e com certeza isso abriu a porta para que o Lovewar aparecesse no ano seguinte com sua banda.
No festival em São Paulo eles tocaram novas músicas e até anunciaram o breve lançamento do seu 2° disco, mas infelizmente o grupo mudou o nome para Channel Surfers e a proposta musical também e o 2° álbum do Lovewar foi enterrado, o que lamentei muito pois a qualidade das composições me impressionou muito.
Lamentavelmente o Lovewar ficou conhecido como a banda de um disco só!
David Bach descascou muitos elogios ao Lovewar e até a respeitada revista americana Heaven's Metal colocou esse disco no top 100.
Galera mais radical isso aqui não é para vocês ok?
Lovewar line-up:
Tim Bushong - Vocal e guitarra; Greg Purlee - Bateria e back-vocals e Rick Armstrong - Baixo e Back-vocals.

 Track List :

01.Soak Your Brain
02.Golden Rule
03.Take me
04.Welling up
05.Space in Time
06.You Win
07.Keep Your Hands Off My Stuff
08.In The Sea
09.Just the Same
10.You Are Not Alone




By Alessandro Pedro

quinta-feira, março 03, 2011

BEST OF ROWE PRODUCTIONS - EVANGELISTIC ARTILLERY:



Bem meus amigos, vocês sabem não é, que o Senhor sabe todas as coisas.
Aqui está alguns detalhes, comentado pelo o Steve Rowe, sobre a nova compilação da Rowe Productions, Best Of Rowe Productions Evangelistic  Artillery, celebrando 17 anos. Material exclusivo para os membros da Infiltration Squad.
Acredite, você precisa saber disso.
O SIN KILLER sempre quis levar a todos ‘boas news’. Não esqueçam isso.
E faça um favor por você, leiam isso, independente se você é ou não, um metalhead formado ou a caminho.
Ao considerar este Track List cheguei à conclusão de que eu queria não só representar essas canções inovadoras da Rowe Productions & ‘Metal Cristão’ em geral, mas também apresentar as bandas e músicas que mais significaram para mim pessoalmente. Eu comecei a Rowe Productions há 17 anos em 1994 e o selo decolou como um foguete no céu a partir do primeiro dia.
Com o Mortification eu penso que "Priests Of The Underground" enquanto música, resume totalmente a Rowe Productions e esta ‘missão’ de uma vez só. Além disso, foi a primeira canção gravada ‘independente’, fora de uma gravadora de apoio. Gravado em meu estudio Hammer Of God, quando eu tinha, e está no álbum Relentless, que foi o primeiro do Mortification lançado de forma indie, depois de trabalhar com a Nuclear Blast do qual a banda assinou contrato por 10 anos. Relentless está chegando reedição através Soundmass este ano de 2011.

A canção Beheadoth é um clássico! Naturalmente a primeira canção gravada pelo o Jayson Sherlock antes de mudar o nome da banda para o Horde. Jayson foi parte integral da formação clássica Mortification número 1. Gravando e tocando ao vivo com o Mort de 1990 a até o final de 1993. A bateria de Jayson e suas proezas na composição é bem exibida em ‘Mine Heart Doth Beseech Thee (Oh Master)’.
Harbinger foi uma grande banda de Heavy Metal clássico. Gostei muito do tempo que eles estavam aqui em 1994 gravando The End Is Near. Eu realmente queria assinar com eles.. Mas acontece que The End Is Near é a única música que eles haviam gravado antes de se separarem. Quando eu voltei dos EUA em 1995 após a gravação Primitive Rhythm Machine, eu estava procurando um novo guitarrista para o Mortification. Entrei em contato com o guitarrista do Harbinger para saber se ele queria entrar no Mort, antes de falar com qualquer outra pessoa. Ele é um grande guitarrista.! Mas ele não quis fazer a mudança para Melbourne, sair de sua casa e trabalho, em Sydney. Logo após, com 18 anos, Lincoln Bowen se juntou a Keith Bannister e eu na guitarra.
Ethereal Scourge eram uma das minhas favoritas assinatura na Rowe Productions em 1996. Eles tem apenas um e único álbum, Judgement And Restoration e é dos álbuns death metal de louvor de todos os tempos.
Falei com o guitarrista Asoka no ano passado e ele está olhando para uma reedição de, Judgement And Restoration em breve. Uma banda que eu teria amado continuar o trabalho. Eu me lembro vividamente do dia que eu estava diagnosticado com leucemia em Setembro de '96,  Ethereal Scourge que estavam no estúdio aqui em Melburne com Mark McCormack como produtor, Mark disse-me que quando eles receberam a notícia largou todos os seus instrumentos e oraram por mim o resto do dia!
Cybergrind é uma inclusão importante porque o guitarrista Mick Carkisle & baterista Mike Forsberg ambos tocaram num ponto chave do Mortification. Mick fez parte do clássico line up número 1, com Jayson, eu e Mike Forsberg tocou bateria em Brain Cleaner em 2004, com Mick Jelinic na guitarra. O último álbum gravado no estúdio do Mortification, o Hammer Of God com Mark McCormack novamente com produção a cargo de Mark McCormack. Trascend revela o talento de Mick na composição e a categoria de Mike na velocidade atrás do kit!
Metanoia foi a minha primeira assinatura na Rowe Productions, com seu primeiro álbum., In Darkness Or In Light agora considerado um Death Metal cristão clássico. Accute Obliteration é uma daquelas canções que imediatamente se destacou na época como sendo uma das tops.
Metanioa foi a única banda a realizar 3 álbuns de contato com a Rowe Productions. Mesmo seguindo os meus 2 anos de doença grave e quase morrendo por duas vezes, eles continuaram comigo. Grande admiração ao Metanoia por isso.
Vomoth é um projeto interessante de black metal por um outro baterista chamado O'neil que tocou no Cryptal Darkness antes de se tornarem The Eternal. Sob a orientação e Produção de Jayson Sherlock, Beyond The Gate é um Santo UnblackMetal jóia!
Grave Forsaken são definitivamente a minha banda de estimação a partir de anos mais recentes. Eu encontrei Vaughan Gregory alguns anos atrás, eu conheci um cara que é o verdadeiro Jesus Metal também! Foi uma honra lançar o primeiro álbum do Grave Forsaken, Beside The River Of Blood. Eu amo o estilo vocal falado de Vaughan no Buried Alive. O 4th cd do Grave Forsaken , Fight To The Death saiu via Soundmaass é um clássico do Jesus Metal! Estão meu Top 25 Albuns cristão de Todos os Tempos! É ótimo saber que eu fiz parte do grande ministério da banda!
Psycoma é uma cacetada das boas, do Power Metal de Jesus. Seu álbum, Album Of The Mind ainda está disponível via Soundmass.
Quando eu soube que Lincoln Bowen estava deixando o Mortification devido ao trabalho e compromissos familiares e após a nossa turnê mundial de 2001 com o Mortification, Adam do Psycoma foi o primeiro guitarrista, que chamei para entrar no se Mort. Adam também não queria se mudar para Sydney. Durante uma parte de tour pelos os estados unidos, em nossa tour mundial, eu conheci guitarrista canadense Jeff Lewis que, claro, veio para a Austrália para tocar no álbum Relentless do Mortification comigo. Foi nessa época que Mick Jelinic também entrou para o Mort, 9 anos. Mick é o membro com mais tempo de casa no Mortification.
Em 1995, o álbum de compilação de maior sucesso já lançado foi a Northern Lights-norueguesa compilação de Metal. É claro que a partir desta, Extol e Antestor passou a se tornarem grandes bandas no mundo da cena do Metal. Eu teria adorado assinar com todas as 4 bandas dessa coletânea lendária, mas o câncer me impediu de apresentar um possível contrato à elas. Na minha humilde opinião Groms é uma das melhores bandas de Death Metal de todos os tempos, presente na música cristã. Claro que o cara principal do Schaliach se juntou e fortaleceu a excelência musical do Extol.
Callous é uma participação importante aqui porque é um dos muitos sucessos de Phil Gibson Band Project. Ele foi o baterista do Mort em nosso frenético álbum Blood World de 94.
Também fez um belo trabalho de bateria na versão de estúdio de Time Cruzaders que juntamente com Beheadoth e Harbinger são as 3 músicas que representaram a primeira versão da Rowe Production lançando a Godspeed- Australian Metal Compilation. Também lançada em 1994. Eu amo muito música punk, porque é exatamente isso. Um sopro de ar fresco no meio desta Best Of Rowe Productions compilação.
Lightforce foi a banda que eu tinha 1986-1989. Em 1987 tornou-se uma verdadeira banda de heavy metal de Jesus, após as demos da banda de 1986 com um line up diferente Choose To Win foi a primeira e verdadeira canção de Jesus Metal que eu gravei, sendo Track 1, em 1987,Battlezone nosso álbum. Isso foi quando eu tocava baixo e realmente tinha algumas linhas 'Killer Bass'. HaHa! Eu amo essa música. Grandes memórias aqui!
Noiz Gate foi uma grande banda de Thrash cristão. Lembro-me vividamente tocando no Texas Rock Festival em 1996 e vendo o vocalista Juan Reyna pela segunda vez. Seu rosto era cinza! Perguntei a Juan o que estava errado e ele me disse que tinha acabado de ser diagnosticado com leucemia e tinha vindo fazer o seu último show antes de ir para casa para morrer. Sem seguro de saúde privado nos EUA ele não poderia receber qualquer atenção médica adequada? Juan executou com todo o talento que eu tinha testemunhado no ano anterior e eu tive a certeza que eu conseguiria uma música do Noiz Gate para adicionar a minha compilação de 1997.Lançamento da Rowe Productions, Maximum Frequency Overload -US Metal Compilation. Em setembro, eu estava diagnosticado com leucemia e, portanto Massive Freuency Overload, é claro, foi dedicado a Juan. Agora, cantando louvores a Deus no reino!
Eu lembro de sentir dores terríveis enquanto embalava as caixas de papel para o CD deste álbum de compilação e o primeiro álbum do Lament para enviar a Diamante, para prensagem e distribuição nos EUA, em livrarias cristãs. Eu fui para aquele vale do transplante mortal de medula óssea, sabendo que a missão do Jesus Metal que Deus me deu, me faria forte, embora eu estivesse muito perto de morrer.
O Frank's Enemy era uma banda de death metal com sonoridade original. Torturer também faz parte do CD Massive Frequency Overload- US Metal Compilation. Em 1994 e 1996, o Frank's Enemy foi um ótimo suporte em algumas das nossas datas na Flórida. E é claro, o guitarrista/vocalista Julio Rey foi membro fundador de uma das minhas bandas cristãs favoritas de todos os tempos, o The Lead!! 
Ambas as bandas eram bem únicas, e até hoje eu ainda ouço com frequência os álbuns clássicos do The Lead. Thrash hardcore para Jesus a todo vapor!
Creio que o Crimson Thorn seja a melhor banda cristã de death metal de todos os tempos! E eles também são pessoas muito agradáveis e generosas. Fizemos ótimos e memoráveis shows com o Crimson Thorn em '94, '96 e '01. Realmente Brutal!!
Por fim, o Wonrowe Vision. Minha banda de Heavy Rock para Jesus. Mais uma vez acompanhado por meu bom amigo Lincoln Bowen na guitarra e também por Andrew Esnouf, que agora também é oficialmente o novo baterista do Mortification! O Mortification e o Wonrowe Vision tocarão constantemente nos próximos anos e será excelente ser capaz de atingir uma subcultura de música underground diferente com o som rock do Wonrowe Vision!! Estou planejando alternar os anos entre o Mortification e o Wonrowe Vision, uma para cada banda a cada 2 anos. Até nos vermos novamente na turnê, aproveitem o metal de Jesus e unam-se a mim no Pelotão de Infiltração para invadir as fortalezas do diabo, pois unidos nós somos os Sacerdotes do Underground!!

1- Mortification- Priests Of The Underground.
2- Beheadoth (Horde)- Mine Heart Doth Beseech Thee (Oh Master).
3- Harbinger- The End Is Near.
4- Ethereal Scourge- Estranged From The Womb.
5- Cybergrind- Transcend.
6- Metanoia- Acute Obliteration.
7- Vomoth- Beyond The Gate.
8- Grave Forsaken- Buried Alive.
9- Psycoma- Choice Of Denial.
10- Groms- Ascention.
11- Schaliach- The Last Creed.
12- Callous- Why.
13- Lightforce- Choose To Win.
14- Noiz Gate- Five.
15- Frank's Enemy- Torturer.
16- Crimson Thorn- Dissection.
17- Wonrowe Vision- Vaporizer.



By Steve Rowe

fonte:.link original em inglês. Infiltration Squad
Trad. Norman Lima/Heder Osny

Pesquisar este blog